15 Set 2019
Sexta, 13 Setembro 2019 13:43

Sexta

Publicado em Jcaesar

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras encaminhou ao Ministério Público no dia 11 de junho um relatório sobre movimentações consideradas suspeitas nas contas do deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), casado com o dono do site The_Intercept, Glenn Greenwald.

De acordo com o relatório, enviado ao Ministério Público dois dias após o site The Intercept Brasil publicar sua série de conversas grampeadas por hackers hoje em prisão preventiva, Miranda movimentou R$ 2,5 milhões em sua conta bancária entre 2 de abril de 2018 a 28 de março de 2019, valor que seria incompatível com seus rendimentos, que passaram a ser de 33 mil reais como deputado, quando ocupou a vaga de Jean Willys.

Publicado em Política
Quinta, 12 Setembro 2019 01:51

Data marcada

Publicado em TV República
Quinta, 12 Setembro 2019 01:16

Bolsonaro queima Cintra e chamusca Guedes

O presidente Jair Bolsonaro mandou demitir o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, por conta dos estudos sobre a recriação do imposto sobre operações financeiras, nos moldes da antiga CPMF. Bolsonaro sempre se declarou contra aumentos de impostos, até porque são pouco eficazes - aumentam a receita do governo no primeiro  instante, mas são recessivos e acabam reprimindo a economia e também a arrecadação, num buraco sem fundo.

Assim, Bolsonro, que já não vinha gostando da fiscalização da Receita sobre figuras de proa da República, incluindo as próximas dele, queimou Cintra. E acabou chamuscando o chefe do secretário, o ministro da Economia, Paulo Guedes, que já vinha anunciando a criação do novo imposto - chegou a dar uma entrevista ao jornal Valor Econômico, dizendo que a alíquota chegaria em alguns casos a 1%.

Publicado em Economia
Quarta, 11 Setembro 2019 20:39

Em dia

Publicado em Jcaesar
Quarta, 11 Setembro 2019 14:19

O lugar onde nasce outro futuro do Brasil

No fim de semana do feriado de 7 de setembro, a pequena cidade de Santa Rita do Sapucaí, no sul de Minas Gerais, foi pela quinta vez cenário do Hack Town - evento que reuniu mais de 600 palestrantes e um público de cerca de 6 mil pessoas para assistir palestras, debater inovação, tecnologia, comportamento e, por que não, se divertir.

Nerds e jovens de todas as tribos se misturavam em vários lugares da cidade para discutir tanto a economia digital como a comida vegana e o documentário La Planta, sobre a experiência da maconha medicinal no Uruguai, dirigido pelos cineastas Beto Brant e Yael Steiner.

É um sopro de vida na economia e na sociedade brasileira, ignorado pelo governo federal, assim como pela mídia nacional. Como se fosse um evento de importância local, contou apenas com a cobertura regional da TV Globo, e a participação do governador mineiro Romeu Zema, que, na abertura, disse que a tecnologia está entre as suas prioridades.

Não se trata de acaso. Enquanto em Brasília o ministro da Economia, Paulo Guedes, deblaterava sobre a reintrodução da velhíssima CPMF, e o presidente Jair Bolsonaro tuitava do hospital que não haveria aumento de impostos, sem qualquer solução fora da mais arcaica ortodoxia econômica, em Santa Rita, sem sequer uma testemunha de Brasília, se discutia o que pode levar o Brasil para a frente de verdade.

Publicado em Perspectivas
Quarta, 11 Setembro 2019 13:54

Virou cadeia

Publicado em TV República
Quarta, 11 Setembro 2019 12:43

Mouracidade

Publicado em Jcaesar

O vereador agora licenciado do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro se destacou no governo do pai, o presidente Jair Bolsonaro, como seu suposto mentor nas redes sociais - área em que atuou com sucesso desde a campanha eleitoral. Por isso, sempre foi visto como uma espécie de "deep throat" de Bolsonaro - o garganta profunda, aquele que fala em público o que o próprio pai não pode falar, fazendo algum tipo de jogo. Dessa forma, seus tuítes são sensíveis. E, por vezes, proféticos - como as críticas a ministros como Gustavo Bebbiano e Carlos Alberto dos Santos Cruz, que caíram logo depois.

Agora, também pelo Twitter, Carlos atacou a própria democracia - segundo ele, um sistema deficiente e sujeitado pelas "classes dominantes". Uma ideia que, partindo de quem parte, e com esse histórico, levantou preocupação sobre os verdadeiros interesses do clã Bolsonaro, que por sinal só está onde está pelo voto democrático popular.

Publicado em Política
Terça, 10 Setembro 2019 16:16

Bom nome...

Publicado em Jcaesar
Página 1 de 73