17 Nov 2019

O juiz Francisco Eduardo Guimarães Farias, da 14ª Vara Federal de Natal, emitiu um mandado de busca e apreensão em duas empresas no Brasil por conta da investigação que apura se o petroleiro Bouboulina derramou o óleo que contaminou praias em todo o Nordeste.

As empresas Lachmann e Witt O'Brien's possuem vínculo com a Delta Tankers, dona do Boubulina, que tem bandeira grega. Caso seja confirmada a origem do petróleo derramado, cairão por terra as hipóteses precoces do presidente Jair Bolsonaro e do ministro do Meio Ambiente, Riccardo Salles, que atribuiram ao governo venezuelano e ao Greenpeace, respectivamente, uma ação ambiental criminosa proposital.

Publicado em Assuntos Nacionais
Segunda, 28 Outubro 2019 18:33

Oil leaks

O escândalo do governo que não é do governo

Publicado em Perspectivas
Quarta, 11 Setembro 2019 20:39

Em dia

Publicado em Jcaesar
Segunda, 26 Agosto 2019 13:29

Ambientalistas, merde pour vous

Nós, os Estoicos, já sabemos há 24 séculos que tudo tem anima (alma) -- cada Ser Humano, animal, vegetal, mineral ou ecossistema, é tudo microcosmos do mesmo Cosmos. No Século VI, São Bento criou uma jornada de contemplação da Natureza como método de oração; e Francisco de Assis veio pelo mesmo caminho quando, inspirado pela Alteridade, compôs o Cântico das Criaturas (Irmão Sol, Irmã Lua), reconhecendo a Vida e a Sacralidade em todas as manifestações da Natureza.

Publicado em Perspectivas
Sexta, 23 Agosto 2019 18:37

Vamos acabar com a hipocrisia ambiental

Desde 1992 o Planeta está em colapso. Ou seja, já tem quase três décadas que a capacidade de regeneração espontânea da Natureza é menor do que a extração de seus recursos por nossa civilização.

Publicado em Perspectivas
Quinta, 22 Agosto 2019 23:37

Queimada

Publicado em Jcaesar
Quarta, 14 Agosto 2019 21:10

Os militontos na questão ambiental

Mais uma vez: a Amazônia não é o pulmão do mundo

Publicado em Perspectivas
Quarta, 14 Agosto 2019 16:12

Ajuda norueguesa

Publicado em Jcaesar
Segunda, 05 Agosto 2019 16:23

Bolsonaro muda ecologia do governo

Por intermédio do ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, o presidente Jair Bolsonaro fez demitir o presidente do Inpe, Ricardo Galvão, por ter divulgado os índices recordes de desmatamento este ano com o que entendeu ser um desnecessário "sensacionalismo". "Perdeu a confiança, é pena capital", disse Bolsonaro. "Abraços espaciais", escreveu Pontes ao demitido, no comunicado da saída, no seu habitual tom de bom mocismo astronáutico.

Galvão criticou, sobretudo, a política do presidente, de atacar a notícia e não o problema. Bolsonaro segue nas suas decisões controversas, com o objetivo de mudar a ecologia dentro também do governo. Na sexta-feira, anunciou como novo "embaixador do turismo", com ênfase no "ecoturismo", o apresentador de TV Richard Rasmussen, autuado pelo Ibama em dez infrações contra a fauna entre 2002 e 2009, em processos que correm na Justiça, hoje no valor total de 263 mil reais.

Publicado em Política