23 Jul 2019

O Ministério Público do Rio de Janeiro e a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas dispararam nesta terça-feira, no Rio, uma operação na qual foram presos 11 suspeitos de integrar uma milícia que controlava negócios imobiliários na Muzema e outras localidades da zona oeste da capital fluminense.

Um dos milicianos foi preso no Piauí. Em abril, dois prédios construídos clandestinamente caíram, na Muzema, com 24 mortos. Desde entao, a polícia vem procurando desbaratar os negócios clandestinos na região.

Publicado em Foto do dia

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, suspendeu a pedido dos advogados do senador Flávio Bolsonaro todos os inquéritos sobre as contas de seu gabinete quando deputado estadual. A alegação é que os dados só poderiam ter sido compartilhados com o Conselho de Controle de atividades Financeiras, o Coaf, que identificou as movimentações suspeitas, com uma autorização judicial prévia. E, de quebra, aplicou um golpe geral na Lava Jato.

Publicado em Política

Um sargento da Força Aérea Brasileira, Manoel Silva Rodrigues, foi detido na terça-feira no aeroporto de Sevilha, na Espanha, sob a acusação de transportar 39 quilos de cocaína dentro do avião da equipe que dá suporte à comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Ele integrava a comitiva de 21 militares que partiu de Brasília rumo a Tóquio, no Japão, com escala na cidade espanhola.

Segundo o vice-presidente da República e presidente em exercício, general Antônio Hamilton Mourão, o miitar ficaria na Espanha para fazer a viagem de volta como tripulante no avião de Bolsonaro de Sevilha ao Brasil.

Publicado em Assuntos Nacionais

Mais um caso para as relações incestuosas entre crime, poder e religião no Rio de Janeiro. o pastor evangélico Anderson do Carmo, marido da deputada federal e cantora gospel Flordelis (PSD-RJ), foi assassinado a tiros na garagem de sua casa, na madrugada do domingo, em Pendotiba, Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro.

Publicado em Assuntos Nacionais
Sexta, 14 Junho 2019 18:33

Neymar conta sua versão à polícia

O jogador Neymar Jr, do PSG e da seleção brasileira, prestou depoimento na quinta-feira à polícia na 6a. delegacia da Mulher, em São Paulo, sobre a acusação de estuporo de Najila Trindade, com quem se encontrou em um hotel em Paris.

Como era de se esperar, a versão de Neymar é diferente da de Najila. Ele ainda se queixou do prejuízo causado pela denúncia, com constrangimento até para seu filho, que estaria sendo tratado na escola como "filho do estuprador".

 

Publicado em Assuntos Nacionais

O ator Rafael Miguel, que trabalhou na novela Chiquititas, do SBT, foi enterrado nesta segunda-feira no Cemitério Campo Grande, zona sul de São Paulo, junto com seus pais. Os três foram assassinados pelo pai da namorada de Miguel.

O ator tinha 22 anos. Seus pais eram João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50. Os três foram mortos a tiros no bairro de Pedreiras, também na zona sul.

A namorada do ator, Isabela Tibcherani, de 18 anos, foi ao enterro sob escolta policial. Seu pai, Paulo Cupertino, está foragido.

Publicado em Foto do dia

O ex-presidente Fernando Collor, que renunciou ao cargo para não ser atirado fora em um processo de impeachment por corrupção, deveria ser, entre todos os políticos do Brasil, ao menos um que aprendeu no couro a lição. Mas não é o que acontece. O tempo passou, e Collor não mudou. Agora senador, está de novo envolvido com velhas práticas da política brasileira, o que, no seu caso, beira a desfaçatez.

Publicado em Assuntos Nacionais

Essa moçada que acha o Sistema tirano cumpre seu papel de sonhar com o paraíso. Mas não tem a menor ideia de que seus antepassados venceram na vida em pleno purgatório.

Comparada com a de seus avós, sua vidinha mimada deveria ser comemorada e não motivo de revoltinha regada a shot de vodka.

Publicado em Perspectivas

A investigação da Lava Jato sobre a propinolândia dos políticos pagos por empreiteiras começa agora a desvendar colaboradores dentro dos bancos. Já foi identificada uma rede com pelo menos 11 instituições financeiras no Brasil e no exterior que atuavam como facilitadoras do crime.

Essa rede, revelada a partir de delações premiadas e rastreamento do dinheiro saído da Odebrecht, é o início de um novo capítulo para a operação, que começa agora a focar a participação do mercado financeiro e seus articuladores.

Publicado em Política
Terça, 21 Maio 2019 13:23

Divisão

Publicado em Jcaesar
Página 1 de 10