18 Out 2021
Segunda, 18 Outubro 2021 11:25

Rebanho

Publicado em Jcaesar
Quinta, 14 Outubro 2021 12:32

Paciência

Publicado em Jcaesar
Quarta, 13 Outubro 2021 08:41

Bolsonaro leva discórdia ao santuário

O presidente Jair Bolsonaro colhe maus resultados em diversas áreas - na economia, com inflação de 10% ao ano e desemprego recorde, nas pesquisas de opinião, onde a avaliação do governi piora rapidamente, e na política, assediado pela Justiça e encilhado pelo Congresso. O presidente só vai bem na área em que atua com eficiência: a divisão da sociedade, levando a discórdia aondevai. Foi o que ele fez nesta terça-feira, feriado de Nossa Senhora de Aparecida, símbolo de união e de fé brasileira, quando ele foi a Aparecida, levando consigo o pomo da discórdia.

Publicado em Assuntos Nacionais
Quarta, 13 Outubro 2021 08:25

Tiros no próprio pé

Com 70,1% da população vacinados contra a Covid-19 com ao menos uma dose e 46,7% com a imunização completa, o Brasil ocupa 62o Lugar no ranking mundial. São 244 milhões de doses aplicadas, 99,6 milhões de pessoas totalmente vacinadas e cerca de 150 milhões com a primeira dose.

Publicado em Perspectivas
Quarta, 03 Junho 2020 13:16

Discurso fatal

Publicado em Jcaesar
Terça, 02 Junho 2020 12:08

Eu tenho a força

Publicado em Jcaesar

A pandemia aumentou a taxa de mortalidade no governo, que já era alta, mas subiu exponencialmente. A última vítima da exposição à convivência com o presidente Jair Bolsonaro foi o ministro Nelson Teich, segundo a sair da pasta da Saúde em menos de um mês. No meio disso, Bolsonaro achou tempo de livrar-se do ministro da Justiça, Sérgio Moro, abrindo uma batalha para explicar seus interesses em mudar o comando da Polícia Federal.

Teich pediu demissão por não concordar com o uso precoce de hidroxicloroquina no protocolo de tratamento do Covid-19, contra as indicações da medicina, assim como ocorreu com seu antecessor, Luiz Henrique Mandetta. Bolsonaro segue com sua ideia de que os ministros não passam de meros executores de suas ideias e quem o contraria é simplesmente eliminado, ainda que esteja em defesa da vida.

No lugar de Teich, ficou interinamente o secretário executivo da pasta, o general Eduardo Pazuello, ex-coordenador da operação de acolhimento de refugiados na fronteira com a Venezuela, colocado no cargo para fazer valer as determinações do comandante, transformando o ministro num personagem de fachada.

Pazuello é mais um militar amontoado no alto escalão do governo. Corre o risco de ficar com o cargo. Bolsonaro recorre aos militares por uma simples razão. Por dever de ofício, são os únicos que se subordinam incondicionalmente, não importa qual é a ordem, treinados que são para serem comandados a ir, até mesmo, à morte. 

Publicado em Política
Quarta, 13 Maio 2020 20:43

Fdp

Publicado em Jcaesar
Quarta, 06 Maio 2020 20:10

Dois lados

Publicado em Jcaesar
Domingo, 03 Maio 2020 19:44

A agressão de bolsonaristas à imprensa

Pela manhã, a Esplanada dos ministérios acordou com um acampamento de manifestas pró-presidente Jair Bolsonaro, numa repetição do que já haviam feito militantes do PT durante a prisão do ex-presidente Lula. Mais tarde, o movimento foi encorpado por outros manifestantes, que se dirigiram ao palácio do Planalto, receberam acenos do rpesidente e agrediram jornalistas presentes para a cobertura da manifestação.

Publicado em Assuntos Nacionais
Página 1 de 4