15 Nov 2019

Partiu o primeiro foguete de Israel à Lua

  Sex, 22-Fev-2019
Israel vai à Lua com dinheiro privado Israel vai à Lua com dinheiro privado

A primeira espaçonave de Israel destinada à Lua decolcou na Flórida na quinta-feira (21), na primeira missão lunar com financiamento privado e que pode tornar o país a quarta nação a alcançar a superfície lunar, depois dos Estados Unidos, da Rússia e da China.

O explorador robótico não-tripulado Beresheet - em hebraico, "gênesis" - decolou do Cabo Canaveral às 22h45min, impulsionado pelo foguete Falcon 9, da companhia SpaceX, do bilionário Elon Musk.

A sonda de 585 quilos, do tamanho de uma máquina lava-louça, foi construída pela SpaceIL, empresa sem fins lucrativos, e pela Israel Aerospace Industries, companhia estatal de defesa. Custou 100 milhões de dólares, fundeados quase integralmente com doações privadas.

A Beresheet deve chegar ao lado mais próximo da Lua em abril, depois de percorrer 6,5 milhões de quilômetros no espaço.

A SpaceIL disse esperar que a Beresheet inspire o programa espacial israelense, voltado para fins militares, a buscar mais missões científicas por meio de um "efeito Apollo" - programa de exploração lunar que se tornou o carro-chefe da agência especial norte-americana, Nasa, nos anos 1960 e início dos anos 70.

A missão da sonda israelense terá de dois a três dias na Lua. Usará instrumentos para fotografar o local do pouso, medir o campo magnético da Lua e enviar os dados para Israel, segundo o vice-presidente da SpaceIL, Yigal Harel.

Se bem sucedida, a sonda vai servir como protótipo para missões futuras de aterrissagem na Lula planejadas em conjunto pela IAI e pela OHB System, da Alemanha, a pedido da Agência Especial Europeia.