20 Fev 2020

No início de 2016, o recém empossado ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, já fazia um diagnóstico correto da situação, sobretudo do papel dos militares na crise. Vejamos o que escreveu em artigo publicado na Revista Sociedade Militar:

"O principal juízo dos militares sobre a crise parte da constatação de que os atores políticos, legitimados pelo voto para apontar e construir os caminhos da solução, abdicaram do papel que o grave momento nacional lhes reserva e reduziram as enormes dificuldades que se abatem sobre nós a mera luta pelo poder, na sua expressão mais primária. E ao esforço de preservação de biografias que a cada dia se mostram mais indefensáveis.