28 Nov 2021

Morre Hélio Bicudo, mais fiel aos bons princípios

  Qua, 01-Ago-2018

Morreu às 10h30 de terça-feira, em sua casa nos Jardins, São Paulo, o advogado Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT. Tinha 96 anos e uma longa biografia de serviços prestados ao Brasil.

Ministro interino, indicado pelo Colégio dos Procuradores de São Paulo para investigar e escrever um relatório sobre o Esquadrão da Morte no governo Médici, em plena ditadura militar, ficou conhecido pela luta pelos direitos humanos e sua identificação com a esquerda. Em 1972, o texto foi publicado pela Igreja Católica, por decisão do cardeal dom Paulo Evaristo Arns.

Bicudo destacou-se ainda na campanha de resistência pacífica à ditadura militar na década de 1980. Filiado ao PT desde seu início, vice na candidatura Lula ao governo paulista, em 1982, Bicudo foi deputado federal, vice-prefeito no governo Marta Suplicy e presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos. Em 2005, deixou o PT junto com uma leva de petistas históricos após o Mensalão, escândalo de compra de parlamentares em troca de apoio ao governo de Lula. Com Miguel Reale Júnior e Janaina Paschoal, foi um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, mais fiel aos bons princípios que à filiação partidária. Fará falta.