28 Nov 2021

Ângelo Martins, professor que foi a manifestação pró-Bolsonaro em 19 de abril, morre com suspeita de Covid

  Ter, 19-Mai-2020

Por conta do Covid-19, morreu no domingo passado, dia 17, o professor Angelo Antônio Cavalcante Martins, que no dia 19 de abril se encontrava no protesto em frente ao quartel do Exército, em Maceió, em favor do presidente Jair Bolsonaro. Sem máscara, mesmo na aglomeração.

Martins foi internado em um hospital de Maceió, com falta de ar e febre, uma semana após apresentar os primeiros sintomas. 

De acordo com a Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas, o corpo foi enterrado no domingo mesmo, em uma cerimônia "bastante reservada, devido à suspeita de contágio da covid-19".

Em 19 de abril, Dia do Exército, o professor apareceu em fotografias com uma bandeira do Brasil entre os manifestantes, que pediam a volta do AI-5 e do Exército às ruas, além do fim do isolamento social por conta da pandemia.

Alagoas já tem 221 mortos oficiais por covid-19 e 4.031 infectados, de acordo com o mais recente boletim do governo do estado. O Brasil tem 16.792 óbitos por covid-19 e 254.220 infectados, de acordo com o Ministério da Saúde.

Professor titular da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade Federal de Alagoas, Martins colaborou com a criação do curso de turismo e foi coordenador do curso de especialização de gestão pública municipal Educação a Distância.