28 Nov 2021

Sara Winter, intimada a depor: "não vou"

  Ter, 02-Jun-2020

Intimada pela Polícia Federal a prestar depoimento sobre a ameaça que fez de "infernizar" a vida do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, e seu envolvimento com a indústria bolsonarista de fake news, a ativista de extrema direita conhecida como Sara Winter disse que não comparecerá.

Winter organizou um protesto à frente de alguns colegas, posando para fotografias amordaçada e com as mãos amarradas. A foto foi publicada numa figurinha para circular nas redes sociais com a hashtag #SaraLivre e a frase "Não vão me calar".

"A PF acabou de sair da minha casa, entraram ilegalmente, não se identificaram e vieram deixar uma intimação para depor daqui a dois dias, eu não vou!", escreveu ela, no Twitter. "Vão me prender? Me tratar como bandido? Vão ter que se prestar a isso!"

Ser preso nunca é uma opção do candidato, mas Winter parece acreditar estar acima da lei tanto quanto da contaminação pelo coronavírus. No domingo, liderou um protesto do grupo autodenominado 300 do Brasil, diante do STF, onde ela leu o mandado de busca e apreensão em sua casa.

Os 300 são uma referência aos 300 espartanos que defenderam a Grécia da invasão persa. Ficaram conhecidos como símbolos de um heroísmo suicida que, na época, tinha por trás uma boa causa. Sua morte uniu as cidades-Estado gregas, que mais tarde repeliriam o invasor.

Já Winter trabalha contra a própria Nação, alinhada com a política do presidente Jair Bolsonaro, que visa justamente a "desagregação" - palavra que, não por acaso, também se refere à situação do gregos antes de se juntarem para combater o inimigo em comum.

O grupo carregava tochas e gritava palavras de ordem com Moraes. Os 300 não eram 300, somente algumas dezenas, mas nem por isso se intimidavam. No início de maio, o Ministério Público do Distrito Federal entrou com uma ação civil pública na Justiça pedindo o fim do acampamento "300 do Brasil" em qualquer parte do país. Classificaram o grupo como "milícia armada". Winter já se candidata a mártir.