17 Out 2019

Trump vê materializado pedido de impeachment

  Qua, 25-Set-2019
Trump: "caça às bruxas" Trump: "caça às bruxas"

O presidente americano, Donald trump, sempre manteve a postura de quem dá pouca importância ás ameaças ao seu governo - especialmente as tentativas dos democratas de iniciar contra ele um processo de impeachment por suposto apoio russo á sua campanha eleitoral. Agora, porém, a ameaça se materializou, com o epdido de abertura de processo de impedimento, anunciaod nesta terça-feira pela presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

Os democratas tebtam pedir o impeachment de Trump desde o início de seu mandato. Dessa vez, porém, pesou 

uma ligação telefônica entre Trump e o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, segundo apurou o jornal Wall Street Journal.

O conteúdo desse telefonema não veio a público. Porém, já se conhece o seu teor. No diálogo, ocorrido em julho, Trump teria pedido a um interlocutor ucraniano que investigasse Joe Biden, principal pré-candidato democrata na corrida para as eleições de 2020, e seu filho, Hunter Biden, que trabalha em uma emrpesa de gás da Ucrânia. Trump teria prometido benefícios em troca do favor.

A conversa confirmaria as relações incestuosas de Trump, com uma incitação à interferência estrangeira nas próximas eleições. Até mesmo Biden afirmou ser favorável ao impeachment de Trump.

Para complicar, Trump está sendo acusado de tentar obstruir o andamento da denúncia, procurando evitar que chegue ao Congresso.

O presidente classificou como "ridícula" a informação do Journal e afirmou que suas relações com outros países são "totalmente apropriadas". No domingo, disse que seu telefonema a Zelensky, em 25 de julho, foi "de congratulação".

Mergulhado na Assembleia-Geral das Nações Unidas, Trump tuitou sobre o caso nesta terça-feira. Disse que trará a público sua conversa com Zelensky.

"Vocês verão que foi uma ligação muito simpática e totalmente apropriada", escreveu. ". Isto é nada mais do que a continuação da Maior e mais Destrutiva Caça às Bruxas de todos os tempos!", acrescentou.