21 Jul 2019

Quando deu início à era do PT no Palácio do Planalto, junto com o projeto Fome Zero, o então recém-eleito ex-metalúrgico e líder sindical Luís Inácio Lula da Silva prometeu fazer jus à sua biografia política e trabalhar pela justiça social. Isso quer dizer a diminuição da distância entre ricos e pobres e uma melhoria da condição de vida geral para toda a sociedade brasileira.

Depois de três gestões e meia de governo do PT, que culminaram com o impeachment da sucessora de Lula, Dilma Rousseff, e a entronização do vice Michel Temer, o resultado mostra uma realidade do Brasil oposta à que o governo pretendia lhe dar. A fome e a desigualdade social são mais alarmantes do que nunca, de acordo com dados divulgados esta semana.

Google trends

em | Qua, 13-Dez-2017

O Google divulgou quais foram os termos mais buscados  no Brasil em 2017. Lava jato? Não. O Brasil pergunta mais sobre “Big Brother Brasil” e “Tabela do Brasileirão” e “Enem”. Confira, por categoria.

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que a arrecadação de novembro acima do esperado, conforme dados preliminares, pode permitir abertura de recursos até o fim do ano.  

Com dificuldades de conquistar o apoio necessário para aprovar a reforma da Previdência, o presidente Michel Temer começou a semana pedindo ajuda a empresários  - e fez um apelo ao PSDB em novo esforço para tentar votar a proposta neste ano. Na terça, Temer recebeu investidores e representantes da indústria no Palácio do Planalto e pediu que eles pressionem deputados e senadores a apoiar o texto. Sugeriu  ainda que, sem a reforma, virão mais impostos.

O Grupo Time, expoente da era prestigiosa das revistas impressas, foi vendido neste domingo para a Editora Meredith, responsável pelas publicações Better Homes and Gardens, AllRecipes e Family Circle. Time, Inc possui, em seu portfólio, as revistas People, Sports Illustrated e a própria Time.

Os desembolsos realizados neste ano pelo BNDES foram os menores dos últimos 14 anos, diz o Valor. Segundo analistas, apesar de os indicadores econômicos darem sinais positivos, há um nível elevado de ociosidade da economia, que leva à baixa demanda de financiamentos, uma tendência que já vinha sendo observada no ano passado. 

Apesar do voto veemente do relator do processo do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) contra as montadoras Volkswagen, Fiat e Ford e a Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças (Anfape), Paulo Burnier, a decisão foi adiada para 13 de dezembro.

O relator da Comissão Especial da Reforma Tributária, o deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), disse ontem que o Brasil precisa deslocar do consumo para a renda o peso dos impostos cobrados.

Relatório divulgado ontem pelo Banco Mundial reforçou o que estudos da área de gestão pública já haviam identificado: o Estado brasileiro, em todas as esferas, gasta mais do que pode e gasta mal, fomentando disparidades sociais.

Para evitar lances excessivamente agressivos, o governo exigirá maiores aportes iniciais das empresas e consórcios que baixarem demais as tarifas de pedágio como estratégia para vencer os próximos leilões de rodovias, destaca o Valor Econômico.

Por outro lado, uma portaria publicada na sexta-feira, que disciplina a chamada MP das Rodovias, inicialmente prevista para atender as concessões da 3ª etapa, licitadas entre 2013 e 2014, e que apresentam problemas operacionais, a possibilidade de reprogramação dos investimentos deve abarcar também rodovias da 2ª etapa, cujos contratos foram assinados em 2008 e 2009..

Os benefícios para este grupo devem ser mais limitados, pois a maior parte do desembolso já foi feito. Segundo o Valor, a CCR, que administra a MS Vias, tem dito que só a reprogramação dos investimentos não resolve. A empresa defende a repactuação das bases contratuais.

Página 10 de 11