28 Nov 2021

Na Faria Lima, Guedes vira nota em dólar

  Sex, 08-Out-2021

A campanha contra o ministro da economia, Paulo Guedes, vem crescendo nas ruas, após o vazamento da informação de que ele detém conta em paraíso fiscal, por meio de um pacote de informações obtidas por um pool de imprensa, chamado de "Pandora Papers".

A Avenida Faria Lima, em São Paulo, amanheceu nesta quinta-feira com cartazes em que a figura de Guedes aparecem em "notas" de 9,55 milhões de dólares. As imagens rapidamente circularam pelas redes sociais, onde cresce a má vontade geral com o ministro.

Nas notas, elaboradas e espalhadas por um grupo de designers e lambe-lambes, o texto do dólar original foi substituído por "No tax we trust" e a marca d'água é uma garrafa de champanhe.

Os cinco lugares onde os cartazes foram colados são os mesmos onde antes havia outros chamando Guedes de "Faria Loser" e "Faria Lama".São referências aos "Faria Limers" - expressão que indica jovens executivos das empresas que formam o novo mercado financeiro e de tecnologia aglomeradas na região.

"Além de escapar de impostos, Guedes lucrou com a alta do dólar enquanto o país voltava a sofrer com inflação e perda de poder aquisitivo", disse ao UOL um dos manifestantes. "Daí a lama."

Guedes tem a conta no exterior em seu nome, assim como da mulher e da filha, por meio de uma empresa, a Dreadnoughts International Group. Em português, "Dreagnoughts" significada "Encouraçado".

Todo ministro da Economia está sujeito à chacota, principalmente quando a economia vai mal. No caso de Guedes, é pior quando o próprio ministro quer proteger seu dinheiro da economia que dirige - uma confiança que não passa a ninguém.