17 Nov 2019
Julio Cesar de Barros

Julio Cesar de Barros

Julio Cesar de Barros é jornalista, sociólogo e cartunista. Foi chargista e cronista carnavalesco (o último?) do Notícias Populares, checador de informação, gerente de produção editorial, secretário de redação e editor sênior da VEJA. Em A República, também produz charges com o pseudônimo de Jcaesar.

Segunda, 04 Fevereiro 2019 17:02

Grandes líderes: salvadores ou genocidas?

POR JULIO CESAR DE BARROS

Venezuela e Nicarágua: fuja dos salvadores da humanidade 

Quarta, 30 Janeiro 2019 14:09

Bolsominions, vermelhinhos e o fanatismo

O fanatismo da militância bolsonarista se aproxima dos petistas mais fervorosos

Quinta, 24 Janeiro 2019 21:17

O chavismo nada tem de bolivariano

O agonizante chavismo nada tem de bolivariano, que por sua vez em nada se assemelhava ao socialismo

Quarta, 23 Janeiro 2019 12:22

Toca a bola, presidente

Quem tem imprensa livre não precisa de ombudsman 

POR JULIO CESAR BARROS

Sábado, 19 Janeiro 2019 16:38

Em defesa do cidadão de bem

A novela da prisão de Battisti desnuda um fenômeno que pode ser definido como a decadência moral da esquerda autoritária.

POR JULIO CESAR DE BARROS

Petistas bombardeiam o governo porque o filho do vice Mourão foi promovido a um cargo junto à direção do BB ganhando três vezes mais. O promovido não caiu de paraquedas, é funcionário com 18 anos de banco. Mas isso não inocenta o vice do tráfico de influência. 

Domingo, 06 Janeiro 2019 14:18

A burguesia socialista brasileira

Ser esquerdista hoje é passar longe da classe operária e do proletariado.

POR JULIO CESAR DE BARROS

Sexta, 04 Janeiro 2019 01:00

Cadeia não cura, mas dá sugestão

Acadêmicos que se dizem experts em segurança não se cansam de passar vergonha. 

Terça, 18 Dezembro 2018 20:38

Banânia, o país dos coitadinhos

O Brasil é por excelência o país dos coitadinhos. O vitimismo como fenômeno mundial é recente, mas no Brasil ele faz parte da história e da cultura. Está entranhado nas nossas vísceras. 

Quarta, 12 Dezembro 2018 11:45

Os últimos dias no poder

É uma linda manhã e o sol banha de dourado o espelho d’água do Paranoá.

O telefone da portaria tocou e o Severino veio me chamar, pobre homem subindo sete andares pela escada. O elevador do ministério está em manutenção.

Página 6 de 7