24 Abr 2019
Carlos Castelo

Carlos Castelo

CARLOS CASTELO é escritor, humorista e autor de 11 livros que vão de poesia a aforismos, passando por um romance policial e um infanto-juvenil. Escreve crônicas para o Estadão e sobre livros para a Bravo!

Quinta, 17 Janeiro 2019 15:25

O convite

Diálogo de uma promoção inesperada em Brasília

Quarta, 09 Janeiro 2019 18:17

O trote do Trótski

Pouca gente sabe, mas fui sondado para ser ministro do governo Bolsonaro.

Tudo começou quando Olavo de Carvalho, lá na Virginia, navegava na internet e deu com meu blog. Chamou atenção do filósofo mais importante da Astrologia, um artigo que eu escrevera - em tom francamente irônico - sobre a necessidade de dar-se posse de armas aos Quakers. 

Quarta, 12 Dezembro 2018 13:44

Estantes pra que te quero

Se os livros foram feitos para vestir salas, as nossas residências estão nuas em pelo. Dizem que atualmente os objetos menos desejados da Tok&Stok e Leroy Merlin são as estantes. Ninguém mais quer estantes. A crise no setor carpinteiro de prateleiras e mãos francesas é maior que o das megalivrarias juntas.

Terça, 04 Dezembro 2018 21:36

Uma cena à Ionesco com marido e pequinês

Sala de apartamento de classe média paulistana. O ambiente é abarrotado de objetos inúteis, porta-retratos com fotos de familiares, plantas em vasos, baixelas, quadros com paisagens marinhas, pratinhos de porcelana pendurados em todos os cantos. Um cão pequinês, bem velhinho, dorme a sono solto no piso frio. 

Quarta, 28 Novembro 2018 20:14

Sobre amores e livros e amores aos livros

Uma intimidade, mas conto pra vocês.

Tive um amor maduro. Maduro eu, porque o amor era bem mais jovem.

Segunda, 19 Novembro 2018 18:09

O que é ser brasileiro

- Se o brasileiro é rico roubou. 

Terça, 13 Novembro 2018 16:25

Eu quero um Jabuti pra chamar de meu

Mais um ano sem ganhar o Jabuti.

Já faturei o leão, a borboleta e o veado - tudo no bicho - mas esse maldito cágado, eu nunca levo. 

Segunda, 05 Novembro 2018 15:07

O dia que a catacrese deu uma de prosopopeia

Estavam Catacrese e Anáfora conversando nas linhas de um texto que certo cronista escrevia à moda antiga, num bloco de notas usando lápis número dois. 

Quinta, 25 Outubro 2018 19:25

A kombi, o cão e a eleição

O homem vinha pela calçada com um cachorro na coleira. Iam dar umas voltas no parque perto de casa.

Quinta, 18 Outubro 2018 22:24

Uma faca para a História

Uma faca estava na prateleira de uma loja de utensílios domésticos. Uma faca comum, de cabo preto, daquelas que se usa para descascar frutas. Uma mão pegou-a, levou ao caixa, pagou o valor em dinheiro. Depois colocou-a no bolso do blusão.

Página 1 de 2