24 Ago 2019

Papa Francisco defende liberdade de culto nos Emirados Árabes

  Seg, 04-Fev-2019
O Papa no Oriente Médio: defesa da fraternidade religiosa O Papa no Oriente Médio: defesa da fraternidade religiosa

 O Papa Francisco pousou em Abu Dhabi para uma visita aos Emirados Árabes. Aproveitou a ocsiao para lançar uma mensagem conra o fundamentalismo religioso, que é ao mesmo tempo um desafio de civilização. "Não existe violência que possa ser justificada", afirmou. 

Ciitcou ainda a guerra no Iêmen, na Siria e no Iraque. "A guerra nada cria além de miséria, e as armas somente criam a morte", afirmou.

Francisco foi recebido no palácio presidencial pelo príncipe Mohammed bin Zayed Al Nahyan. Elogiou os Emirados pelo "empenho de tolerância e garantia da iberdade de culto, confrontando o extremismo e o ódio".

No coração do mundo muçulmano, defendeu a liberdade de culto. "Sem liberdade religiosa não há fraternidade, há escravidão", afirmou. E foi além.

"A liberdade não se limita à liberdade de culto, implica também em ver no outro um irmão verdadeiro, um filho da mesma Humanidade que Deus deixa livre e que portanto nenhuma instituição humana pode forçar, nem mesmo em seu próprio nome."

O Papa participou da Conferência Global Sobre a Fraternidade Humana, organizada peo Consleho Muçulmano de Idosos", organismo internacional com sede na capital dos Emirados.