14 Nov 2019

Três suspeitos de colaborarem com o massacre na escola de Suzano, em São Paulo, foram presos pela Polícia Civil, em caráter preventivo, por 30 dias.

O porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, afirmou na segunda-feira que o presidente Jair Bolsonaro "não comentou" o fuzilamento do carro de uma família em Guadalupe, na zona norte do Rio, no domingo, com mais de 80 tiros, por um grupo de militares. O músico Evaldo Rosa dos Santos, 46 anos, morreu.

Hugo Studart, autor do livro Borboletas e Lobisomens, colunista de A República, afirmou em entrevista ao jornalista José Nêumanne Pinto, de O Estado de São Paulo, que o endurecimento do regime militar se deu na medida em que a esquerda se radicalizou, e não o contrário.

Afirmou Studart que ”o Partido Comunista do Brasil, o PC do B, foi fundado em 1962, em pleno governo democrático de João Goulart, com um programa-manifesto que denunciava o governo burguês de Jango e pregava a luta armada contra ele”.

Na série Nêumanne Entrevista, ele lembrou que “o PC do B enviou seus primeiro militantes para treinamento na Academia Militar de Pequim em fevereiro de 1964, ainda no governou de Goulart, com o objetivo de pegar em armas contra a democracia. Observando o outrora com os olhos de agora, dá para concluir que as organizações da luta armada foram vetores importantes para o endurecimento do regime e a instauração da ditadura militar. E que foi a luta pacífica sob a égide do MDB de Ulysses Guimarães e do Partido Comunista Brasileiro, o velho Partidão, a principal responsável pela redemocratização”.

De acordo com seu levantamento, na luta militantes de esquerda mataram de 140 a 150 militares, civis e companheiros “justiçados”  e os militares, cerca de 350 guerrilheiros de esquerda. Aqui, a entrevista, reproduzida na íntegra:

​Onze criminosos foram mortos pela Polícia Militar após explodirem duas agências bancárias, por volta das 3h desta quinta-feira (4), no centro de Guararema (Grande SP). Três suspeitos foram presos. Nada foi levado das agências.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o Ministério Público interceptou conversas telefônicas entre criminosos, que planejavam furtar bancos da região. A data da ação foi informada à ROTA), que ficou de prontidão.

A Marinha do Brasil anunciou nesta quinta-feira o consórcio vencedor da licitação para construir quatro novas corvetas da frota nacional: o Águas Azuis, com os alemães da TKMS, associados à Embraer, ao estaleiro Aliança e outras empresas.

A quarta fase de uma grande operação policial foi deflagrada nesta quinta-feira para apurar crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet. 

Coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública,  contou com a participação de todas as polícias civis estaduais em todo o país. Um exemplo do que pode ser, no futuro próximo, o combate também a organizações criminosas com abrangência nacional, como o CV e o PCC.

A operação Luz na Infância envolveu 133 cidades,com mais de 1.500 policiais na investigação, serviço de inteligência e busca. Policiais civis saíram às ruas para cumprir 266 mandados de busca e apreensão nos 26 estados e no Distrito Federal. Apesar de não haver mandados de prisão, pessoas que armazenavam e compartilhavam material pornográfico infantil foram presas em flagrante. 

O jornalista Rafael Henzel, um dos seis sobreviventes da tragédia aérea da Chapecoense, em 2016, morreu nesta terça-feira, de um ataque cardíaco, quando jogava uma pelada em Chapecó, em Santa Catarina.

Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, assinou contrato com a TV Gazeta para participar do "Todo Seu", programa de Ronnie Von, que será exibido em abril a partir das 13h30.

Como já era de se esperar, o desembargador do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, Antonio Ivan Athié, revogou a prisão preventiva do ex-presidente Michel Temer, do ex-ministro Moreira Franco e mais seis investigados pela Lava Jato no Rio de Janeiro por conta de negócios envolvendo a Usina de Angra 3.

Estavam presos em caráter preventivo, sob alegação de que pressionavam testemunham a podiam ser obstáculo ao recolhimento de provas, segundo justificou no seu despacho o juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro.

Até o final do mês, deve sair o resultado da licitação de cerca de 1,6 bilhão de dólares para a construção de quatro corvetas sob encomenda da Marinha, dentro do programa de reaparelhamento que inclui os submarinos produzidos no moderno estaleiro de Itaguaí, no Rio de Janeiro - o primeiro dos quais, o Riachuelo, foi lançado ao mar em dezembro passado.

É uma decisão ainda mais importante depois que o governo Temer cortou, por restrições orçamentárias, a parte do programa que previa a compra de cinco fragatas de 6 mil toneladas. Além de serem o coração de qualquer Marinha do mundo, as fragatas seriam o equipamento mais adequado aos desafios que se colocam hoje no Atlântico Sul.