21 Jul 2019

Vinte e dois anos depois da morte de Paulo César Farias, o PC Farias, ao lado de Suzana Marcolino, o inquérito foi encerrado sem que se chegasse a uma conclusão.

O traficante César Augusto Alta de Araújo, o "PQD do Chapadão", apontado pela polícia como chefe do tráfico do complexo do Chapadão, na zona norte do Rio, morreu neste domingo, vítima de um disparo de fuzil, que teria sido acionado por ele mesmo, acidentalmente.

O catador de materiais recicláveis Luciano Macedo, 28 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira, depois de ser baleado na ação do Exército no último dia 7, em Guadalupe, na zona norte do Rio, que resultou na morte do músico Evaldo Rosa.

Macedo tentou interferir quando os militares começaram a disparar contra o carro, que levava a familia a um chá de bebê. Foram feitos 82 disparos.

EXCLUSIVO

Causou estranheza no círculo onde se encontra o general Eduardo Villas Bôas, que ocupa uma sala como assessor especial do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, a censura a seis comentários derrubados esta quinta-feira no seu Twitter, que tem mais de meio milhão de seguidores.

Foi a primeira vez que isso aconteceu, o que não pareceu coincidência. Os comentários no Twitter de Villas Bôas dirigiram-se ao longo do dia à revolta contra o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, que vem sendo criticado justamente pela censura a reportagens da revista Crusoé, além de promover uma caça a supostos fabricantes de fake news envolvendo seu nome e o da instituição nas redes sociais.

Depois do incêndio que destruiu parcialmente a catedral de Notre Dame, em Paris, milionários surgiram com a disposição de ajudar financeiramente na sua recuperação - incluindo pelo menos uma brasileira, Lily Safra, viúva do banqueiro Edmond Safra, com uma fortuna estimada em 1,3 bilhão de dólares, que enviou um cheque de 20 milhões de euros (cerca de 88 milhões de reais) no primeiro dia após a tragédia.

Ninguém teve tanta nem tão pronta generosidade com o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, que pegou fogo em setembro do ano passado.

Três suspeitos de colaborarem com o massacre na escola de Suzano, em São Paulo, foram presos pela Polícia Civil, em caráter preventivo, por 30 dias.

O porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, afirmou na segunda-feira que o presidente Jair Bolsonaro "não comentou" o fuzilamento do carro de uma família em Guadalupe, na zona norte do Rio, no domingo, com mais de 80 tiros, por um grupo de militares. O músico Evaldo Rosa dos Santos, 46 anos, morreu.

Hugo Studart, autor do livro Borboletas e Lobisomens, colunista de A República, afirmou em entrevista ao jornalista José Nêumanne Pinto, de O Estado de São Paulo, que o endurecimento do regime militar se deu na medida em que a esquerda se radicalizou, e não o contrário.

Afirmou Studart que ”o Partido Comunista do Brasil, o PC do B, foi fundado em 1962, em pleno governo democrático de João Goulart, com um programa-manifesto que denunciava o governo burguês de Jango e pregava a luta armada contra ele”.

Na série Nêumanne Entrevista, ele lembrou que “o PC do B enviou seus primeiro militantes para treinamento na Academia Militar de Pequim em fevereiro de 1964, ainda no governou de Goulart, com o objetivo de pegar em armas contra a democracia. Observando o outrora com os olhos de agora, dá para concluir que as organizações da luta armada foram vetores importantes para o endurecimento do regime e a instauração da ditadura militar. E que foi a luta pacífica sob a égide do MDB de Ulysses Guimarães e do Partido Comunista Brasileiro, o velho Partidão, a principal responsável pela redemocratização”.

De acordo com seu levantamento, na luta militantes de esquerda mataram de 140 a 150 militares, civis e companheiros “justiçados”  e os militares, cerca de 350 guerrilheiros de esquerda. Aqui, a entrevista, reproduzida na íntegra:

​Onze criminosos foram mortos pela Polícia Militar após explodirem duas agências bancárias, por volta das 3h desta quinta-feira (4), no centro de Guararema (Grande SP). Três suspeitos foram presos. Nada foi levado das agências.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o Ministério Público interceptou conversas telefônicas entre criminosos, que planejavam furtar bancos da região. A data da ação foi informada à ROTA), que ficou de prontidão.

A Marinha do Brasil anunciou nesta quinta-feira o consórcio vencedor da licitação para construir quatro novas corvetas da frota nacional: o Águas Azuis, com os alemães da TKMS, associados à Embraer, ao estaleiro Aliança e outras empresas.