21 Jul 2019

Conhecido por "Jenifer", o hit que grudou nos ouvidos de todo o país ("o nome dela é Jenifer, conheci ela no tinder..."), o compositor e vocalista Gabriel Diniz morreu em um acidente de avião nesta segunda-feira, na região de Porto do Mato, em Estância, a 66 km de Aracaju, em Sergipe.

O papa Francisco recebeu esta segunda-feira no Vaticano o cacique Raoni, como sinal de seu alinhamento com a defesa ecológica da Amazônia.

Mais que a previdência, há um outro sistema no Brasil já falido e que representa uma ameaça real e imediata ao país - o sistema prisional, onde se encontra a chave para enfrentamento da violência e do crime organizado no país. Com a terceira maior população carcerária do mundo, estimada em 727 mil presos em 2016, somente atrás dos Estados Unidos e da China, o Brasil apresenta outros números ainda mais alarmantes.

O número de presos no Brasil cresce a uma taxa média de 8% ao ano - o que indica uma falência já configurada e que deve se agravar ano a ano. Existem hoje cerca de 586 mil mandados de prisão em aberto. Isso quer dizer que, se a polícia prendesse todos que estão sob sua mira, a população carcerária do Brasil imediatamente quase dobraria.

"O sistema não é sustentável, tanto orçamentária quanto fisicamente", afirmou o ex-ministro da Defesa e da Segurança Pública, Raul Jungmann, em uma palestra para uma seleta plateia de convidados na Fundação Henrique Cardoso, na tarde de quinta-feira passada. "Como vamos, em 2025 teremos no Brasil 1,4 milhão de presos - uma Porto Alegre."

Preso pela segunda vez em caráter preventivo, o ex-presidente Michel Temer foi liberado novamente da prisão nesta terça-feira, por uma decisão provisória da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça, que acolheu o pedido de seus advogados. Com ele, saiu livre seu ex-assessor, o Coronel Lima, acusado de operar a seu serviço um esquema de corrupção na construção da Usina de Angra 3. Ficaram na cadeia, no entanto, os 241 mil dos 602 mil brasileiros que se encontram hoje como presos provisórios, isto é,  ainda sem condenação.

Um decreto assinado pelo Papa Francisco reconheceu um segundo milagre atribuído a Irmã Dulce, freira brasileira, o que permite sua proclamação como santa, deacordo com o "Vatican News" - canal oficial de comunicação do Vaticano.

Segundo o site, a canonização da Irmã Dulce acontecerá em "solene celebração de canonizações".

A Polícia Civil do Distrito Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira uma operação de investigação do desvio de R$ 26 milhões do Banco do Brasil entre 2017 e 2018.

No fim da manhã, 15 pessoas já tinham sido detidas.

A Polícia federal deu início à fase de número 61 da Lava Jato, com a prisão preventiva de três executivos do Banco Paulista, no Rio de Janeiro, por determinação do juiz federal Luiz Antônio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba - o substituto de Sergio Moro, atual ministro da Justiça.

O diretor de teatro e encenador Antunes Filho morreu nesta quinta-feira, aos 89 anos, no Hospital sírio Libanês, em decorrência de câncer no pulmão.

A cantora e compositora Beth Carvalho morreu nesta terça-feira, aos 72 anos, no Rio de Janeiro. Chamada de "madrinha do samba", intérprete de sucessos como "Andanças", "Coisinha do Pai" e "Vou festejar", estava internada no Hospital Pró-Cardíaco, no Botafogo, desde 8 de janeiro.

Um relatório obtido pela Folha de S. Paulo do trabalho da Lava Jato que investiga os governos do PSDB em São Paulo colocou os ex-governadores paulistas Geraldo Alckmin e José Serra no centro do alvo do recebimento de propinas de empreiteiras beneficiadas em contratos geridos pela Dersa, a estatal que administra as rodovias do estado.

De acordo com o apurado nas delações de executivos das empreiteiras Odebrecht e Andrade Gutierrez, Serra e Alckmin seriam os principais beneficiários do pagamento de cerca de 97,2 milhões em propinas num período investigado de oito anos.