16 Nov 2019

Neymar conta sua versão à polícia

  Sex, 14-Jun-2019

O jogador Neymar Jr, do PSG e da seleção brasileira, prestou depoimento na quinta-feira à polícia na 6a. delegacia da Mulher, em São Paulo, sobre a acusação de estuporo de Najila Trindade, com quem se encontrou em um hotel em Paris.

Como era de se esperar, a versão de Neymar é diferente da de Najila. Ele ainda se queixou do prejuízo causado pela denúncia, com constrangimento até para seu filho, que estaria sendo tratado na escola como "filho do estuprador".

 

Diferente do que disse Najila, Neymar disse que usou preservativo. Ela alega que teria deixado de permitir a relação depois de verificar que o jogador não tinha levado camisinha. Segundo Neymar, o preservativo foi jogado no vaso sanitário após a relação.

Neymar admitiu ter dado tapas em Najila - segundo ele, com o consentimento dela. Tirou uma foto dela nua, segundo ele também com autorização. Dise que em nenhum momento ela pediu para que interrompessem o ato sexual.

De acordo com o apurado pela TV Record, o atleta afirmou em seu depoimento que pretendia levar a modelo a uma balada, no segundo encontro. Mas resolveu ir embora depois de ser agredido por Najila.

O jogador afirmou no depoimento que "tem irmã, mãe e um filho de sete anos que não pode ir à escola porque os amigos dizem que ele é filho de um estuprador". Um comercial da Mastercard que seria veiculado na Copa América com sua imagem foi suspenso.

Depois do depoimento, as promotoras que atuam no caso afirmaram à imprensa que podem pedir novas providências à Polícia Civil. "Como o inquérito é sigiloso, não podemos divulgar quais serão as outras diligências", disse a promotora Flávia Merlini. "Ele respondeu todas as perguntas de maneira satisfatórias e negou o crime."

Neymar também falou à imprensa. "A verdade aparece, cedo ou tarde", disse.