28 Nov 2021

Diretor da PF à vontade entre seus investigados

  Sex, 08-Dez-2017

O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, foi convidado especial do ex-senador Clésio Andrade (PMDB-MG) para a cerimônia da 24º edição do prêmio de jornalismo da CNT.

Segovia e sua mulher sentaram para jantar em uma mesa reservada especialmente para Andrade, que renunciou ao mandato de senador em 2014. Presidente da CNT, é réu no chamado processo do mensalão tucano em Minas Gerais. Sua renúncia foi interpretada na ocasião como um gesto para levar o processo do STF à primeira instância da Justiça.

Dessa forma, o diretor da PF, cuja nomeação para o cargo recebeu duras críticas por sua proximidade com o senador José Sarney em seu antigo posto, no Maranhão, e foi tida como uma forma de atenuar a suposta perseguição do [orgão congra o parttido do preesidente Michel Temer, continua muito à vontade entre aqueles que precisa investigar. Assim como estão certos setores da imprensa que, em vez de investigar o crime, passam a ser investigados.