19 Set 2019

Delegada envia caso Najila sem indiciar Neymar

  Ter, 30-Jul-2019
Najila: "impune" Najila: "impune"

A Polícia Civil encerrou no dia 29 a apuração do estupro alegado pela modelo Najila Trindade sem indiciar o jogador Neymar Júnior. O inquérito seguiu para o Ministério Público, que decidirá se irá reabrir o caso ou arquivá-lo.

O advogado de Najila, Cosme Araújo Santos, protestou. contra a decisão, tomada pela delegada Juliana Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo.

"A defesa de Najila encara como um absurdo o que está vendo porque, de maneira inusitada tendo a delegada pedido prorrogação para concluir o inquérito policial, resolve [encerrar a investigação], sem as diligências citadas, a exemplo da ausência do vídeo que, segundo informações, estaria por vir de Paris", disse.

Ocorre que o vídeo, anunciada como prova pela própra Najila, nunca veio a público. Ela ainda alega que o aparelho onde estaria guardado foi roubado do apartamento onde morava, São Paulo, apesar de a polícia não ter encontrado indícios desse segundo crime.

"O inquérito é inconclusivo", disse Cosme. A investigação correu em sigilo e ele estranhou que a delegada tenha convocado uma entrevista coletiva para a imprensa nesta-terça-feira.

"A defesa repudia uma entrevista de uma autoridade de um caso que já está sub judice, ou seja, já houve manifestação do juiz e poderá ter uma instrução criminal", afirmou. "A posição desta entrevista poderá ser influência negativa para vítima. Mais que isto, jogar a opinião pública mais uma vez contra a alegada vítima".

Najila também protestou. "Ele [Neymar] fez o que fez e pode ficar impune", disse ela ao UOL.

O Ministério Público deverá avaliar em 15 dias a decisão da delegada e dar um parecer. As conclusões do MP e da Polícia Civil vão embasar a decisão final da juíza da Vara da Região Sul 2 de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

A defesa de Najila mais a complicou eu a ajudou. Mudou de advogados duas vezes e chegou a acusar o primeiro deles de ter chantageado o pai de Neymar Júnior por conta própria. Um segundo advogado desistiu da causa. O video que ela apresentou foi cortado e a versão completa desapareceu.

Enquanto isso, Neymar começou a treinar para voltar ao futebol, depois de férias conturbadas. No final de semana, estava na cidade chinesa de Shenzen, onde seu time, o PSG, disputou um amistoso contra a Inter de Milão, em Macau.